Pesquisa Internacional Inédita sobre eficiência de máscaras | TVMACEIO.com 100% Internet

Foi publicado recentemente, um estudo internacional inédito realizado por pesquisadores de Bangladesh e da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, acompanhando 600 vilas sobre o uso de máscaras e comprovando a eficiência da utilização.   Abaixo mais ...

corona, vírus, biosegurança, máscaras

Pesquisa Internacional Inédita sobre eficiência de máscaras

Publicado por: Editor
12/09/2021 01:44 PM
Cortesia Pixabay
Cortesia Pixabay

Foi publicado recentemente, um estudo internacional inédito realizado por pesquisadores de Bangladesh e da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, acompanhando 600 vilas sobre o uso de máscaras e comprovando a eficiência da utilização.

 

Abaixo mais detalhes dos dados analisados pelo coordenador de mestrado e doutorado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), Prof. Dr. Leonardo Oliveira Pena Costa. O estudo é super importante para comparação ao Brasil, visto que Bangladesh é um país densamente povoado, assim como algumas regiões brasileiras, e mostra que os resultados poderiam ser parecidos, e principalmente a seriedade de o país continuar usando máscaras e sua eficiência para não disseminação.

 

Gostaríamos de colocar o docente e especialista à disposição da imprensa para comentar mais detalhes dos dados e a importância de não interromper o uso de máscaras.

 

ANÁLISE DA PESQUISA:

Participaram do estudo 342 mil pessoas por meio de um ensaio clínico randomizado, no qual, foi dividido grupos para manter a vida como estava sem máscaras, e outra metade para entender a importância da máscara e como utilizar, disponibilizado estas a elas.

 

O estudo foi feito com distribuição de máscaras de pano e cirúrgicas, entre os meses de novembro de 2020 e abril 2021, com acompanhamento das pessoas por 8 semanas.

 

Alguns resultados da pesquisa:

Nas vilas que foram pedidas para usar máscaras, 43% da população passou a utilizar, e o distanciamento social foi de 29%.

 

Já nas vilas que pediram para permanecer como estavam (não usar), 13% passaram a usar máscara, e o distanciamento foi de 24%.

 

5 meses após a randomização, o grupo que foi solicitado o uso de máscaras usava 10% mais.

 

De 342 mil pessoas, 11 mil tiveram sintomas do Covid e as vilas que utilizaram máscaras tiveram uma redução de 9,3% de Covid, comparado a quem não usava.

 

Quando separava por máscaras de pano e cirúrgicas, o resultado foi:

Pano prevenia 5% as pessoas da contaminação e cirúrgica 11,2%, entretanto, o estudo comprovou a eficiência de qualquer máscara e destacou que cirúrgicas têm uma eficácia maior. 

 

Separados por idade o uso de máscaras, os idosos tiveram um índice de 34,7% menos incidência com Covid-19.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários