Estudo aponta associação entre covid-19 e casos de diabetes tipo 2 | TVMACEIO.com The Mobile Television Network

“The Lancet Diabetes & Endocrinology” traz artigo que revisa casos de mais de 180 mil pacientes nos EUA   A doença causada pelo coronavírus fez com que o risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumentasse em 46% nas pessoas que contraíram a covid-19 -- me...

saúde, medicina, hospital, prevenção, diabetes, labirintite, tonturas, parknson, alzheimer

Estudo aponta associação entre covid-19 e casos de diabetes tipo 2

Publicado por: Editor
01/04/2022 11:25 AM
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay

“The Lancet Diabetes & Endocrinology” traz artigo que revisa casos de mais de 180 mil pacientes nos EUA

 

A doença causada pelo coronavírus fez com que o risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumentasse em 46% nas pessoas que contraíram a covid-19 -- mesmo em suas formas mais brandas. A conclusão é do artigo publicado pela revista britânica especializada em medicina “The Lancet Diabetes & Endocrinology”.



O estudo fez a avaliação dos registros de cerca de 181 mil pacientes do Departamento de Assuntos de Veteranos dos Estados Unidos, referentes ao período de 1º de março de 2020 a 30 de setembro do ano passado. O estudo, diz a publicação, não prova que haja relação de causa e efeito entre contrair a covid-19 e desenvolver a DM2. Mas fica claro que há uma associação na ocorrência das duas condições.



O presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), Levimar Rocha Araújo, explica que “qualquer infecção viral aumenta a glicemia, a produção de glicose pelo nosso organismo. E a pessoa que já tinha dificuldade para fazer esse transporte de glicose para dentro da célula, pode se tornar diabética". De acordo com ele, “é preciso que pessoas com pré-diabetes [que já têm taxa elevada de açúcar no sangue] estejam alertas a respeito dos possíveis riscos de uma infecção pelo coronavírus”.



“Há evidências crescentes sugerindo que, além da fase aguda da infecção por SARS-CoV-2, pessoas com covid-19 podem apresentar ampla gama de sequelas, incluindo diabetes. No entanto, os riscos e encargos de diabetes na fase pós-aguda da doença ainda não foram caracterizados de forma abrangente”, diz o artigo da Lancet. “Em conjunto, as evidências atuais sugerem que a diabete tipo 2 é uma das possíveis consequências da síndrome multifacetada da covid, e que as estratégias de cuidados após a doença devem incluir a identificação e o gerenciamento do diabetes.”



O chefe de pesquisa e desenvolvimento do Departamento de Assuntos de Veteranos do Sistema de Saúde de St. Louis (EUA), Ziyad Al-Aly (que liderou a revisão dos registros), destacou que o trabalho analisou o maior período de tempo após a fase aguda de uma infecção - de 31 dias a quase um ano (em média) por paciente.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados

Comentários